PIB argentino tomba 19,1% no 2º trimestre, em meio a impactos da Covid-19

PIB argentino tomba 19,1% no 2º trimestre, em meio a impactos da Covid-19

Desempenho negativo foi puxado pelos setores de hotéis e restaurantes, que tiveram tombo anualizado de 73,4%, seguido por outros

AE

Argentinos foram as ruas, há uma semana, para protestar contra a quarentena no país

publicidade

O Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina registrou contração de 19,1% no segundo trimestre deste ano, em comparação com igual período de 2019, de acordo com cálculos preliminares do Instituto Nacional de Estatísticas e Censo (Indec). Os dados foram divulgados nesta terça-feira. Em relação ao primeiro trimestre, a atividade econômica teve retração de 16,2%. No semestre como um todo, a queda foi de 12,6%.

Segundo a instituição, o desempenho negativo foi puxado pelos setores de hotéis e restaurantes, que tiveram tombo anualizado de 73,4%, seguido por atividades de serviços comunitários sociais e pessoais (-67,7%). "As restrições globais à circulação de pessoas com objetivo de mitigar a pandemia de Covid-19 afetam a um conjunto significativo de atividades econômicas em todos os países", destaca o Indec, em relatório.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895