Queremos uma neoindustrialização inovadora, digital e verde, diz Alckmin

Queremos uma neoindustrialização inovadora, digital e verde, diz Alckmin

Governo irá assinar o primeiro contrato de gestão do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA)

AE

publicidade

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, destacou nesta quarta-feira que o governo não propõe uma reindustrialização no modelo antigo, mas uma neoindustrialização sustentável.

"O Brasil é a bola da vez. É o país que vai atrair a economia verde, a energia limpa, a descarbonização. Queremos uma neoindustrlização inovadora, digital e verde", afirmou, no programa "Bom dia, ministro" da EBC.

O vice-presidente lembrou que o governo irá assinar no dia 25 de julho o primeiro contrato de gestão do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA). "E tenho uma notícia boa, vamos ter perto de R$ 1,6 bilhão em investimentos novos na Zona Franca de Manaus, com a construção de novas fábricas ou a ampliação de fábricas existentes", completou.

Alckmin comemorou a aprovação da reforma tributária na Câmara dos Deputados e repetiu o balanço do programa automotivo que concedeu créditos tributários para as montadoras em troca de descontos em automóveis, caminhões e ônibus novos.


Azeite gaúcho é destaque global

Agroindústria de Viamão recebe no Japão título de melhor blend, entre outros prêmios

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895