Rússia não aceitará mais pagamentos em dólares ou euros pelo gás que entrega à Europa

Rússia não aceitará mais pagamentos em dólares ou euros pelo gás que entrega à Europa

País só aceitará rublos de nações consideradas hostis

AFP

publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou nesta quarta-feira (23) que a Rússia deixará de aceitar pagamentos em dólares ou euros pelo fornecimento de gás à União Europeia e deu às autoridades russas uma semana para aplicar o novo sistema em rublos.

"Tomei a decisão de aplicar um conjunto de medidas para passar para o pagamento em rublos do nosso gás fornecido a países hostis", disse o presidente russo em uma reunião de governo e explicou que trata-se de uma reação ao congelamento de ativos russos por parte dos países ocidentais.

Longe das zonas de combate na Ucrânia, as negociações por cessar-fogo ainda seguem entre os dois governos. No entanto, na avaliação dos russos, os Estados Unidos tem atrapalhado as tratativas. "As negociações são difíceis, o lado ucraniano muda constantemente de posição. É difícil evitar a impressão de que nossos colegas americanos estão segurando as mãos deles", disse o ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, em um discurso a estudantes em Moscou.

Acompanhe o avanço das tropas russas na Ucrânia a cada dia

Os países ocidentais preparam novas sanções contra a Rússia e se reunirão na quinta-feira em Bruxelas em três âmbitos diferentes: Otan, G7 e um encontro de cúpula europeu, no dia em que a guerra completará um mês. Na terça-feira, Jake Sullivan, conselheiro de Segurança do presidente Joe Biden, mencionou a possibilidade de exclusão da Rússia do G20, que tem uma reunião prevista para o fim do ano na Indonésia.

 


Artista transforma hobby em negócio

Bruno Lorenz desenha imóveis de Porto Alegre e compartilha conhecimentos ensinando a técnica

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895