Sistema brasileiro tem conseguido evitar apagões como o da Argentina, diz ONS

Sistema brasileiro tem conseguido evitar apagões como o da Argentina, diz ONS

Luiz Eduardo Barata indicou que nos próximos meses o consumo de energia tende a cair por conta da redução do uso de ar-condicionado

Por
AE

Uma falha no sistema elétrico argentino deixou domingo todo o país sem energia por diversas horas


publicidade

O Brasil tem conseguido evitar o registro de apagões de energia como o que ocorreu neste domingo na vizinha Argentina, afirmou o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata. "Estamos trabalhando para que não aconteça no Brasil e temos trabalhado bem para que não aconteça. Achamos que não devemos sofrer nada parecido com isso, o sistema tem sido bastante resiliente", disse o executivo.

Uma falha no sistema elétrico argentino deixou domingo todo o país sem energia por diversas horas. Segundo as autoridades locais, a rede argentina "entrou em colapso" pela manhã. A interrupção também cortou a eletricidade em grande parte do Uruguai, bem como áreas do Paraguai e Chile.

Barata indicou que o sistema brasileiro tem se mostrado mais robusto e comentou que em janeiro deste ano o Sistema Interligado Nacional (SIN) registrou um grande número de distúrbios na rede, em todo País, em especial Norte, Nordeste e Sudeste, onde Angra 2 deixou de operar por vários dias, e justamente num período de forte consumo, com cinco recordes de carga, o que não se via desde 2014. "As condições de suprimento foram respeitando frequência e extensão e o sistema funcionou bem", disse.


Barata lembrou que a partir de agora e pelos próximos meses o consumo tende a cair por conta da redução do uso de ar-condicionado, que tem sido uma das principais fontes de consumo no País. "A expectativa é que transcorra bem esse período seco", disse, após participar do Ethanol Summit 2019.