Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai
capa

Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai

Empresa argentina Edesur informou que houve uma "falha maciça no sistema de interconexão elétrica"

Por
Agência Brasil

Apagão na Argentina teve início pouco depois das 7h neste domingo

publicidade

Um apagão deixou sem luz na manhã deste domingo a Argentina e o Uruguai. De acordo com a empresa de distribuição de energia uruguaia, UTE (Administração Nacional de Usinas e Transmissões Elétricas), o apagão teve início pouco depois das 7h. "Um defeito na rede argentina afetou o sistema interligado, deixando todo o território nacional sem serviço, assim como várias províncias do país vizinho", informou a empresa por meio do Twitter. 

A UTE disse ainda que está levantando as causas, que já existem cidades do litoral uruguaio com o serviço de energia restabelecido e que segue trabalhando para o restabelecimento total do serviço. A empresa argentina Edesur informou que houve uma "falha maciça no sistema de interconexão elétrica". 

O apagão afetou a capital, Buenos Aires, e diversas províncias do país. A empresa disse que a energia já começou a retornar em Buenos Aires, mas que o processo de normalização do serviço "exigirá várias horas." "Nosso centro de controle iniciou as demandas de padronização e lentamente começa a restaurar o serviço de energia para a rede", disse a empresa. 

A Argentina e o Uruguai compartilham um sistema interconectado de energia elétrica, centralizado na Usina Binacional de Salto Grande, localizada a cerca de 450 quilômetros ao norte de Buenos Aires. O apagão afetou cerca de 47,4 milhões de habitantes, 44 milhões na Argentina e 3,4 milhões no Uruguai. 

Apagão na Argentina e Uruguai não afeta o Brasil, afirma ONS

O Brasil não foi afetado pela falha no sistema elétrico que deixou Argentina e Uruguai sem energia elétrica na manhã deste domingo, segundo informações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

De acordo com o ONS, que fiscaliza e opera a rede nacional de energia do País, trata-se de problemas nas redes dos países vizinhos, mas sem impacto na malha nacional. O órgão técnico está monitorando a situação. Informações divulgadas pela empresa Edesur apontam que uma falha na interconexão de ambos os países causou o blecaute.