TCU é importante para fortalecer e consolidar a democracia, diz Marcos Pereira

TCU é importante para fortalecer e consolidar a democracia, diz Marcos Pereira

Vice-presidente da Câmara afirmou que a Corte, que celebra 130 anos, defende interesses da sociedade e aprimora a gestão pública

R7

publicidade

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcos Pereira (Republicanos-SP), afirmou nesta quarta-feira que o Tribunal de Contas da União (TCU) defende interesses da sociedade e aprimora a gestão pública. A afirmação foi feita durante solenidade no Congresso Nacional para celebrar os 130 anos da Corte.

"O Tribunal de Contas da União não só deve controlar as contas, mas também deve ter um verdadeiro sistema de governança pública. E é isso que temos visto na atuação desta Corte", afirmou o deputado em discurso na cerimônia, que contou com a presença de ministros da Corte.

Pereira também citou a importância do TCU para a democracia do país. Segundo o parlamentar, "nós pudemos ver, nos recentes anos de turbulência da nossa sofrida democracia brasileira, o quão importante foi a atuação do Tribunal de Contas no fortalecimento e na consolidação do Estado Democrático de Direito".

Ainda segundo o deputado, o TCU auxilia o Congresso "no cumprimento da tarefa imperiosa de fiscalizar e controlar os gastos do poder público". Pereira desejou sorte ao deputado Johnathan de Jesus (Republicanos-RR), que recentemente foi aprovado pelo Congresso a assumir o cargo de ministro do TCU. "Será uma excelente oportunidade para fortalecer ainda mais a relação entre o TCU e o Congresso Nacional", disse o vice-presidente da Câmara.

"O deputado tem vasta experiência na política e conhecimento profundo do processo legislativo. Essas características serão de grande valor para fortalecer a proximidade das ações entre o TCU e o Congresso, tornando a colaboração entre os dois órgãos ainda mais efetiva", completou Pereira.


Azeite gaúcho é destaque global

Agroindústria de Viamão recebe no Japão título de melhor blend, entre outros prêmios

Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895