Alunos de Jornalismo da UFRGS lançam revista com reportagens feitas a partir de suas janelas

Alunos de Jornalismo da UFRGS lançam revista com reportagens feitas a partir de suas janelas

Evento de lançamento da 55ª edição terá entrevista com a filósofa Marcia Tiburi

Correio do Povo

A filósofa Marcia Tiburi

publicidade

Nos dias 18, 21 e 23 de novembro ocorre o lançamento da 55ª Revista Sextante, produzida por alunos do curso de Jornalismo da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação (Fabico) da  Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Assim como todo processo de produção, o lançamento será online. Na live realizada no dia 23 de novembro, às 18h, as alunas irão entrevistar a filósofa, escritora, artista plástica e professora universitária Marcia Tiburi. Os eventos poderão ser acompanhados aqui. As reportagens poderão ser acessadas a partir do dia 23 de novembro, às 19h, aqui.

A Revista Sextante é uma tradicional revista experimental feita integralmente por alunos do curso de Jornalismo, sob orientação da professora Thaís Furtado. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a disciplina correu o risco de não ser realizada neste semestre. A solução foi produzir a revista digitalmente. Além disso, esta edição contou com as  parcerias do portal Humanista, um laboratório experimental da Fabico, e do curso de Artes Visuais da universidade, em que os alunos criaram as ilustrações que acompanham as reportagens no site, orientados pela professora Paula Mastroberti.

O tema das reportagens surgiu a partir do que os estudantes viam por suas janelas, então as matérias variam desde a construção da janela, a privacidade, o trabalho da mulher na casa, adoção de animais, capacitismo até alergias. São 13 reportagens que contam histórias inspiradas pelas janelas dos repórteres.

“Apesar das dificuldades enfrentadas por fazer uma revista tradicionalmente impressa de forma online, os alunos trouxeram um calor para a aula mesmo virtual, e, ao escolher o tema janelas, a produção ficou ainda mais interessante e as  reportagens ficaram muito boas ”, diz a professora Thaís.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895