Após apagão, CNPq informa que plataforma Lattes é restabelecida

Após apagão, CNPq informa que plataforma Lattes é restabelecida

Sistema estava fora do ar desde o dia 23 de julho; pesquisadores já podem acessar currículo e cadastrar novos usuários

R7

publicidade

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) informou na noite do último sábado que todos os sistemas da Plataforma Lattes foram restabelecidos. Pesquisadores já podem atualizar o currículo e cadastrar novos usuários.

Pesquisadores notaram no dia 23 de julho que a plataforma estava fora do ar, o que gerou apreensão em todo o meio acadêmico com a possibilidade de perda de dados. A plataforma Lattes é considerada o “Linkedin dos pesquisadores” por reunir todas as informações acadêmicas e de pesquisas produzidas no país.

A plataforma é muito utilizada para a distribuição de bolsas de pesquisa e de recursos. Além do currículo Lattes, os pesquisadores estão sem acesso ao Diretório de Grupos de Pesquisa, Diretório de Instituições e Extrator e da Fundação Carlos Chagas.

Segundo o ministro do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, houve uma falha em uma peça em um dos computadores que causou a interrupção de dados. Pontes garantiu que nenhum dado foi perdido.

A situação também gerou uma série de críticas e preocupação quanto a manutenção da estrutura do CNPq diante dos sucessivos cortes orçamentários.

No dia 3 de agosto, o Lattes havia voltado parcialmente. De acordo com texto publicado no site do CNPq, pesquisadores que tenham dúvidas ou dificuldades podem entrar em contato diretamente com a instituição pela central de atendimento, pelo telefone (61) 3211 4000, ou o e-mail cnpq@mctic.gov.br.




Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895