Capes adia concessão de bolsas internacionais por causa da pandemia de Covid-19
capa

Capes adia concessão de bolsas internacionais por causa da pandemia de Covid-19

MEC afirma que universidades estrangeiras não têm como receber novos alunos neste momento de pandemia.

Por
AE

Capes afirma que, dos 3,3 mil bolsistas no exterior, 612 voltaram ao Brasil


publicidade

A pandemia do novo coronavírus fez a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) adiar 72 bolsas de estudos aprovadas este ano para 2021. Essas bolsas enviariam estudantes para 21 países. De acordo com a assessoria da entidade, que é vinculada ao Ministério da Educação (MEC), as universidades estrangeiras não têm como receber novos alunos neste momento de pandemia.

A Capes afirma que, dos 3,3 mil bolsistas no exterior, 612 voltaram ao Brasil com o apoio da instituição, por causa da pandemia de Covid-19. Os demais seguem nos países com aulas presenciais ou remotas. Segundo a Capes, os processos seletivos para concessão de novas bolsas não foram interrompidos.