Educação infantil tem 198 escolas abertas no segundo dia de retomada das aulas em Porto Alegre

Educação infantil tem 198 escolas abertas no segundo dia de retomada das aulas em Porto Alegre

De acordo com a Secretaria de Educação, 2.127 alunos foram atendidos nesta terça-feira

Correio do Povo

De acordo com a Secretaria de Educação, 2.127 alunos foram atendidos nesta terça-feira

publicidade

O número de crianças atendidas foi 19% maior no segundo dia consecutivo da retomada das aulas na educação infantil de Porto Alegre. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), 2.127 estudantes foram às salas de aulas de 198 escolas das redes públicas municipal e comunitária da Capital nesta terça-feira. Ontem, foram apenas 1.778 alunos – o equivalente a 6,6% do total de crianças de zero a cinco anos matriculadas aptas a retornarem. No total, 289 instituições poderiam abrir, conforme o decreto que liberou a volta às aulas. 

Dentre os protocolos previstos para a educação infantil está o distanciamento de 2 metros entre as crianças quando estiverem sem máscara, limite de alunos por sala de aula e escalonamento para intervalos em áreas externas. Foram autorizadas a retornar, além da educação infantil, o terceiro ano do ensino médio, a educação de jovens e adultos (EJA) e o ensino profissionalizante das redes municipal e particular. As instituições de ensino devem seguir os protocolos sanitários previstos pelas autoridades de saúde.

No decorrer da semana, as escolas da rede municipal receberão 100 termômetros digitais de testa como complementos aos materiais já enviados pela Smed para enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Essas instituições também tiveram uma verba extra de R$ 2,5 milhões para compra de produtos de proteção à Covid-19. Já as escolas comunitárias receberam o pagamento integral referente ao mês de setembro, totalizando R$ 12.695.383,50. 

O próximo passo para a retomada das atividades educacionais envolve a liberação, a partir de 13 de outubro, da alimentação e atividades de apoio para os demais níveis da educação básica. As aulas foram suspensas em todas as redes de ensino, em todos os níveis, em março, em razão da pandemia de coronavírus.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895