Secretários de Educação estão "preocupados" com Enem

Secretários de Educação estão "preocupados" com Enem

Consed se manifestou por meio de nota. Secretários de Saúde enviaram pedido para adiamento das provas ao MEC

R7

Secretários demonstram preocupação com a realização do Enem em meio a pandemia

publicidade

Mesmo com a decisão da Justiça Federal de São Paulo em manter as datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a polêmica segue. Na última terça-feira, tanto os Secretários de Saúde como de Educação se manifestaram sobre a manutenção do calendário em meio a pandemia de coronavírus.

Por meio de nota, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) demonstrou "preocupação" com a realização do exame. As provas estão marcadas para os domingos 17 e 24 de janeiro. Foram confirmadas 5,78 milhões de inscrições.

A nota foi emitida após reunião de representantes do Consed com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do Enem. O governo federal garante que as normas de biossegurança serão seguidas.

Veja Também

O CConselho Nacional dos Secretários de Educação (Conass) enviou ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, um pedido para o adiamento do Enem devido o aumento de casos de Covid-19 em todo o Brasil.

Na terça, a Justiça Federal de São Paulo manteve o calendário de provas, mas caso estados ou regiões tenham um número elevado de casos, as autoridades sanitárias locais podem pedir o adiamento da prova.

Na tarde de terça-feira, a Defensoria Pública da União protocolou um recurso no Tribunal Regional Federal (TRF) pedindo o adiamento das provas.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895