Adolescentes e pessoas com 31 anos ou mais foram imunizadas contra o coronavírus

Adolescentes e pessoas com 31 anos ou mais foram imunizadas contra o coronavírus

A população com 31 anos ou mais, também pode realizar a imunização, mas somente por agendamento via aplicativo 156+POA

Cláudio Isaías

A secretaria de Saúde recebeu uma nova remessa de 16.730 doses de vacinas contra a Covid-19

publicidade

Os adolescentes com comorbidades, com idade entre 12 e 17 anos, receberam nesta quinta-feira a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19. As doses estavam disponíveis em cinco unidades de saúde: Bananeiras, Macedônia, Primeiro de Maio, Santo Alfredo e Tristeza. A população com 31 anos ou mais, também pode realizar a imunização, mas somente por agendamento via aplicativo 156+POA.

Na unidade de saúde Bananeiras, na avenida Aparício Borges, na zona Leste da Capital, a  adolescente Hellen Cunha, 16 anos, disse que estava feliz por feito a vacina. Já o adolescente Leonardo Fernandes, 15 anos, que estava com a sua mãe Suzana, fez questão de destacar a importância de todas as pessoas realizarem a imunização contra o coronavírus.

Um levantamento do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) mostrou que as pessoas que morreram para complicações da Covid-19 nesta faixa etária, 100% tinham alguma comorbidade. Eram casos de obesidade, diabetes tipo 1, câncer ou doenças autoimunes. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), existe a liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vacinar este grupo com a vacina da Pfizer.

O baixo volume de doses fez com que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) necessitasse reduzir o número de pontos de vacinação da Capital. A primeira dose está concentrada em três unidades de saúde para os agendados. Não foi realizado o sistema de drive-thru. Para receber a primeira dose, todos os públicos tiveram que apresentar documento de identidade com CPF e comprovante de residência em Porto Alegre.

A segunda dose seguiu disponível para quem recebeu AstraZeneca há pelo menos dez semanas em 28 unidades de saúde e oito farmácias parceiras, além do agendamento prévio pelo app 156+POA, e para quem recebeu Coronavac há 28 dias em 20 unidades de saúde e por agendamento prévio pelo app 156+POA.  Nesta quinta-feira, não houve aplicação de segunda dose Pfizer para público em geral, pois não existem pessoas com doses com prazos determinados para o período. Segundo determinação do Ministério da Saúde, desde o dia 14 de junho o intervalo entre a primeira e segunda dose do imunizante Pfizer é de dez semanas.

A secretaria de Saúde recebeu uma nova remessa de 16.730 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira. Com a chegada dos imunizantes, Porto Alegre deve avançar a vacinação para pessoas com 30 anos ou mais. A aplicação para este público deve começar na sexta-feira e se estender durante o final de semana. Para avançar até 29 anos serão necessários mais 14.125 doses de imunizantes. Para chegar a essa faixa etária, a prefeitura aguarda a chegada de novas entregas de vacinas. 


A mudança segue orientação do Ministério da Saúde, que recomendou completar a imunização deste público, preferencialmente, com a vacina da Pfizer. Caso este imunizante não esteja disponível, poderá ser utilizada a vacina Coronavac. A pasta orientou que os imunizantes aplicados em gestantes devem ser o da Pfizer e da Coronavac, que não possuem vetor viral.

O Ministério incluiu grávidas e puérperas no Programa Nacional de Vacinação (PNI) em abril deste ano. O Ministério da Saúde já distribuiu cerca de 144 milhões de doses de vacinas aos estados e ao Distrito Federal. Com a inclusão no grupo prioritário do PNI, devem ser vacinadas mais de 2,5 milhões de mulheres gestantes e puérperas.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895