Agricultores realizam protesto por asfalto em rodovia de integração com Mercosul
capa

Agricultores realizam protesto por asfalto em rodovia de integração com Mercosul

Manifestantes cobram do governo estadual obras de asfaltamento da RS 566, que reduz em 100 km o acesso à BR 290

Por
Correio do Povo

Caminhoneiros reclamam da precariedade da rodovia

publicidade

Um grupo de moradores, agricultores e caminhoneiros da Fronteira Oeste realiza manifestação na RS 566, em Alegrete, durante a manhã deste sábado. Reivindicação antiga, os manifestantes cobram do governo estadual obras de asfaltamento da rodovia, que reduz em 100 km o acesso à BR 290. 

Sem asfalto e sem manutenção, pedras com pontas destroem pneus de carros e caminhões em um trecho de pelo menos 15 quilômetros. Agricultores e pecuaristas, em especial, reclamam que as condições da estrada impedem o transporte de cargas. "É muito difícil encontrar alguém que se disponha a fazer carregamento nessas condições. Além dos produtores, a população também sofre no dia a dia. O governo não está dando atenção para esse problema antigo", ressalta a presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marchesan. 

A rodovia liga Itaqui a Alegrete desde a fronteira com a Argentina. A conclusão das obras de asfaltamento em um trecho de 35 quilômetros é reivindicação já feita ao Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem) para facilitar o transporte em direção ao Centro do estado e Porto de Rio Grande. 

Trecho sem asfalto inviabiliza transporte de cargas. Foto: Divulgação