Anvisa recebe pedido da UFMG para testar vacina contra Covid-19

Anvisa recebe pedido da UFMG para testar vacina contra Covid-19

Expectativa é que aproximadamente 300 pessoas participem do estudo com o imunizante que tem potencial contra a variante delta

R7

publicidade

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou neste sábado que recebeu o pedido para realização de estudo fase 1 e 2 da vacina SpiNTec. A agência informa que a solicitação foi enviada na sexta-feira. Elas acontecem ao mesmo tempo e têm o objetivo de avaliar a segurança da vacina. Com isso, será possível saber, por exemplo, se a vacina da UFMG provoca ou não efeitos adversos e se ela induz a produção de anticorpos contra a Covid-19.

De acordo com o CT Vacinas, laboratório responsável pela pesquisa, a fase 1 conta com a participação de 40 voluntários. Já a fase 2 terá entre 150 e 300 voluntários. Caso os resultados sejam positivos, a previsão é que a fase 3, que abre o teste para a população em geral, terá início no primeiro semestre de 2022, dependendo da disponibilização de recursos.

"A análise considerará a proposta do estudo, o número de participantes e os dados de segurança obtidos até o momento nos estudos pré-clínicos que são realizados em laboratório e animais", destacou a Anvisa.

Segundo a UFMG, os testes iniciais, realizados em animais, indicaram boa eficácia da Spintec. A expectativa é que o medicamento também tenha boa performace contra as variantes identificadas atualmente, inclusive a delta.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895