Após estiagem, Camargo decreta situação de emergência por temporal

Após estiagem, Camargo decreta situação de emergência por temporal

Bairros mais atingidos são Primavera e Santo Antônio

Guilherme Kepler / Rádio Guaíba

Temporal provocou estragos em Camargo

publicidade

A Prefeitura de Camargo, no Norte do Rio Grande do Sul, decretou na manhã desta quarta a situação de emergência em função do temporal que atingiu a cidade na tarde desta terça-feira. De acordo com a prefeita Eliani Tretin, houve estragos em centenas de residências, em empresas e na sede da prefeitura. Ainda ontem, equipes distribuíram lonas para famílias que foram atingidas, inclusive, com queda de granizo. Os bairros mais atingidos são Primavera e Santo Antônio.

O fornecimento de energia elétrica, água e telefonia ainda está comprometido em razão dos estragos. Um levantamento detalhado dos estragos será realizado no decorrer desta quarta-feira. Recentemente o munício de Camargo, com cerca de 3 mil habitantes, havia decretado situação de emergência em função da estiagem.

De acordo com o secretário municipal de Educação de Camargo, Samir Casagrande, as aulas na rede municipal e estadual estão suspensas por tempo indeterminado, em virtude do temporal que atingiu o município. “Estamos vivendo uma situação calamitosa. Já havíamos decretado situação de emergência em função da seca que assola o município e agora com a chuva e o temporal que destruiu as casas. As aulas estão suspensas em função da dificuldade administrativa e destalhamento de algumas escolas. Estamos buscando donativos para a comunidade porque as casas foram bastante atingidas”, afirma.

Donativos são recebidos para ajudar as famílias atingidas. As principais necessidades são: telhas, roupas, roupas de cama, colchões, alimentos não perecíveis, materiais de higiene e limpeza e móveis. As doações podem ser entregues no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Camargo.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895