Apesar da restrição, motoristas estacionam na Área Azul em Porto Alegre

Apesar da restrição, motoristas estacionam na Área Azul em Porto Alegre

Nos próximos 15 dias, só é possível estacionar em espaços próximos de hospitais e postos de saúde

Por
Cláudio Isaías

Agentes da EPTC isolaram parquímetros para impedir o uso dos espaços da Área Azul


publicidade

O primeiro dia de estacionamento proibido na Área Azul de Porto Alegre foi marcado pela desinformação de alguns motoristas que não sabiam da vigência do decreto municipal que impede a utilização das vagas por 15 dias.

No Centro Histórico e nos bairros, uma das medidas adotadas pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) foi isolar os parquímetros com fita adesiva para que não fosse permitido o pagamento da valor da tarifa pelos condutores. Além disso, segundo a empresa, quem desrespeitar a medida será multado em R$ 195,23, receberá cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o veículo será removido pela fiscalização.

Na manhã desta terça-feira, nas ruas General João Manoel, Siqueira Campos, Caldas Júnior e Sete de Setembro, alguns condutores estacionaram seus carros por um prazo de até 15 minutos no local. Na Caldas Júnior, o motorista de aplicativo Rubens da Silva Mendes disse que não sabia da proibição de estacionar nas 4,5 mil vagas existentes na Capital pelas próximas duas semanas. Ele afirmou que deixaria o local para não amargar uma multa e pontos na carteira. Já a dona de casa Eunice Meirelles, que estacionou o carro na rua Sete de Setembro, disse que poderia ser feita uma exceção para quem necessita realizar alguma atividade profissional no Centro. 

A EPTC liberou o funcionamento da Área Azul próximo de hospitais e postos de saúde. Na região do hospital Mãe de Deus, os veículos podem ser estacionados na avenida Praia de Belas, entre a avenida José de Alencar e a rua Costa e nas ruas Grão Pará, Costa, Itororó, Antenor Lemos e Ribeiro Cancela. No hospital Ernesto Dornelles, pode ser utilizado as vagas da rua professor Freitas e Castro, e na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, nas ruas Sarmento Leite, e irmão José Otão, próximo da praça Dom Sebastião e na avenida Osvaldo Aranha, no lado esquerdo entre a avenida João Pessoa e a rua Sarmento Leite. 

Já no Hospital de Pronto Socorro (HPS), os carros podem ser colocados nas vagas da Área Azul existentes nas ruas José Bonifácio, entre a Osvaldo Aranha e a rua Santa Teresinha, na própria Santa Teresinha, entre a José Bonifácio e a avenida Venâncio Aires e na Venâncio Aires - entre a Santa Teresinha e a Osvaldo Aranha.

No Hospital de Clínicas, os motoristas podem estacionar nas vagas localizadas na rua Ramiro Barcelos, entre a avenida Osvaldo Aranha e a rua Miranda e Castro, e nas ruas Augusto Pestana, Miranda e Castro e Jacinto Gomes. Na unidade de saúde Tristeza, na avenida Wenceslau Escobar, na zona Sul de Porto Alegre o estacionamento é permitido na praça Souza Gomes. 


Os motoristas devem evitar estacionar por 15 dias na Área Azul entre às 7h e 19h nas 4,5 mil vagas existentes em Porto Alegre. A exceção fica por conta das vagas em torno de hospitais que continuarão em operação. Os equipamentos da Área Azul estão localizados no Centro Histórico e nos bairros Menino Deus, Tristeza, Azenha, Fórum, Floresta, Bom Fim e Moinhos de Vento.