capa

Câmara de Vereadores de Porto Alegre presta homenagem aos 71 anos da formação do Estado de Israel

Presidente da Firs também demonstrou preocupação com o crescimento de grupos neonazistas e do sentimento anti semita no Brasil

Por
Eduardo Amaral

Presidente da Firs demonstrou preocupação com o crescimento de grupos neonazistas e do sentimento antissemita no Brasil

publicidade

A criação do Estado de Israel foi celebrada nesta terça-feira em sessão solene da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. A homenagem ocorreu por proposição da presidente da Casa, Mônica Leal (PP) e contou com a presença de líderes da comunidade judaica no estado.

Presidente da Federação Israelita do Rio Grande do Sul (Firs), Sebastian Watenberg, foi um dos presentes no evento e ocupou a tribuna para comemorar os 71 anos da formação do estado israelense. Watenberg afirmou que comemorar a data não é uma negar o direito dos palestinos a seu território. “Temos que acabar com a dialética que para ser a favor de Israel tem que ser contra os palestinos, podemos e devemos estar próximos dos dois.”

O presidente da Firs também demonstrou preocupação com o crescimento de grupos neonazistas e do sentimento antissemita no Brasil e no mundo. “Mostra como estamos inseridos dentro da comunidade brasileira e acima de tudo somos brasileiros. Mas o crescimento do antissemitismo nos preocupa muito, que tem basicamente três frentes, o tradicional dos supremacistas brancos de extrema direita. Outra frente é de alguns setores progressistas que estão travestindo esse anti semitismo de anti sionismo tentando deslegitimar o Estado de Israel negando seu direito de existência. E o terceiro vem do islamismo radical.”

Ele também destacou a proximidade diplomática entre Brasil e Israel, que aumentou nos últimos meses. “A gente celebra este momento desejando que as relações se aproximem e trazer para o Brasil aquilo Israel tem de mais produtivo para contribuir que é o aporte na área tecnológica para o Brasil passar de uma vez por todas para a economia do conhecimento e deixar de ser um exportador de commodities.”

Mônica Leal ressaltou a importância de manter viva a história de uma comunidade que tem forte presença na cidade. “É uma forma de enfatizar a importância das instituições que atuam nas responsabilidades de manter viva a cultura judaica, a história do povo judeu.”

O Estado de Israel foi criado no dia 14 de maio de 1948, dois anos e meio após o fim da II Guerra Mundial quando, estimasse, tenham sido assassinados seis milhões de judeus pelo regime nazista.