China considera "insanas" as declarações de Pompeo sobre a origem do coronavírus

China considera "insanas" as declarações de Pompeo sobre a origem do coronavírus

Teoria da conspiração já foi desmentida em várias ocasiões pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por vários especialistas

AFP

Diário do partido comunista chamou Pompeo e Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump na Casa Branca, de "dupla de palhaços mentirosos"

publicidade

O canal estatal de televisão chinês CCTV criticou nesta segunda-feira as "declarações insanas e evasivas" do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, sobre as origens da pandemia do novo coronavírus, alimentando a escalada de tensões entre as potências. Pompeo afirmou no domingo que existe uma "enorme quantidade de evidências" de que o novo coronavírus teve origem em um laboratório de Wuhan, cidade onde surgiu a epidemia na China. No entanto, ele não disse se pensava que o vírus foi liberado intencionalmente por Pequim.

A teoria da conspiração já foi desmentida em várias ocasiões pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por vários especialistas, mas ganhou espaço com o apoio do governo americano de Donald Trump. Ele é muito crítico a respeito da maneira como a China administrou a epidemia após seu surgimento no fim de 2019 em Wuhan.

Ao mesmo tempo, Trump é criticado pela gestão da pandemia nos Estados Unidos, onde quase 68 mil pessoas morreram vítimas da Covid-19. A CCTV criticou o "nocivo Pompeo", que "cospe seu veneno e propaga mentiras sem razão".

"Estes comentários prejudiciais e irracionais dos políticos americanos deixam claro para cada vez mais pessoas que não existem 'evidências'", afirmou a CCTV. "O suposto vírus que vazou de um laboratório de Wuhan é uma mentira completa e absoluta. Os políticos americanos estão tentando atribuir culpa a outros, fraudar votos e recriminar a China quando seus próprios esforços domésticos contra a epidemia são uma bagunça", completou a emissora estatal.

Outros dois comentários oficiais publicados nesta segunda-feira no Diário do Povo, órgão oficial do Partido Comunista, chamam Pompeo e Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump na Casa Branca, de "dupla de palhaços mentirosos" e Bannon de "fóssil vivo da Guerra Fria".

Bannon declarou na semana passada que a China cometeu um "Chernobyl biológico" contra os Estados Unidos e citou a teoria do laboratório de Wuhan propagada pela Casa Branca. China e Estados Unidos travam uma batalha verbal sobre a origem do vírus desde que o ministro chinês das Relações Exteriores, Zhao Lijian, acusou em março o exército americano de ter levado o novo coronavírus para a China.

Desde então, o tom é cada vez mais elevado e as duas nações trocam acusações de tentativas de desinformação. Na semana passada, Trump afirmou que tinha provas de que o laboratório de Wuhan foi a fonte da pandemia, mas não apresentou as evidências.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895