Competitividade econômica será foco da LIDE-RS em 2021

Competitividade econômica será foco da LIDE-RS em 2021

Evento ocorrido nesta quinta-feira fez um balanço de 2020 e projetou discussões e ações para o próximo ano

Cláudio Isaías

Evento ocorrido nesta quinta-feira fez um balanço de 2020 e projetou discussões e ações para o próximo ano

publicidade

A melhoria da competitividade no Rio Grande do Sul deverá continuar entre os os assuntos prioritários para 2021 do LIDE RS - Grupo de Líderes Empresariais do Rio Grande do Sul. Assim como pautas de infraestrutura, concessões e as Parcerias Público-Privadas (PPPs). A avaliação foi feita nesta quinta-feira pelo presidente do LIDE RS, Eduardo Fernandez, durante o balanço dos resultados de 2020, além de perspectivas para 2021.

Segundo ele, a interiorização de eventos, levando o debate de temas importantes para o interior do Rio Grande do Sul, como já acontece na Serra gaúcha, também está na programação do próximo ano da entidade. Uma das atividades deverá ocorrer na Região Sul do Estado. Fernandez informou ainda que o evento em conjunto com a Assembleia Legislativa "Ranking RS - Seminário de Competividade", adiado em razão da pandemia do coronavírus, deverá abrir o calendário de atividades do LIDE RS, em janeiro. O prefeito eleito de Porto Alegre, Sebastião Melo, deverá realizar a palestra de abertura de um dos tradicionais almoços da entidade no próximo ano. "Queremos expandir a interlocução e levar apoio aos prefeitos que estão assumindo nas principais cidades em todas as regiões do Estado", acrescentou.

O presidente do Lide-RS, Eduardo Fernandez, disse apoiar o novo projeto fiscal do governo do Estado, após as alterações anunciadas pelo governador Eduardo Leite. “Vamos dar um voto de confiança e cobrar ações de maneira construtiva. Não adianta só baixar o imposto mas arriscar não ter o regime de recuperação fiscal (RRF) aprovado e quebrar o Estado”, afirmou Fernandez.

Segundo Fernandez, o governo estadual vem dando mostras de comprometimento com a melhoria do ambiente de competitividade do Estado, com a implantação de reformas, como a da previdência e administrativa, do novo código ambiental e a política de PPPs e privatizações. Além disso, o  presidente do LIDE RS afirmou que um dos principais propósitos da entidade é a boa interlocução entre os poderes, não somente com o Executivo, mas também com o Legislativo, com Judiciário e com o Ministério Público, sempre com o objetivo de criar um ambiente mais saudável para investimentos e negócios no Rio Grande do Sul. 

Em razão das medidas restritivas causadas pela pandemia da Covid-19, Fernandez destacou a realização do LIDE Talks, uma série de debates online com lideranças políticas e empresariais onde foram tratados temas como os desafios dos setores da construção civil e imobiliário diante do cenário atual; a governabilidade e os impactos da pandemia do coronavírus; a segurança jurídica e a estabilidade dos governos; o empoderamento das empresas através da tecnologia; as experiências de Israel e do Brasil no combate à pandemia  e os desafios e cenários do setor de combustíveis. Além destes temas, o LIDE RS discutiu assuntos como o marco do saneamento e as perspectivas e desafios dos shoppings para os próximos anos.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895