Dnit fecha 142 acordos de desapropriação para construir nova ponte do Guaíba

Dnit fecha 142 acordos de desapropriação para construir nova ponte do Guaíba

Mutirões tentam garantir espaço para avanço das obras até a conclusão

Rádio Guaíba

Mutirões tentam garantir espaço para avanço das obras até a conclusão

publicidade

Foram fechados 142 acordos nos três dias de mutirão de conciliação da Justiça Federal envolvendo ações de desapropriação para a construção da segunda ponte sobre o Guaíba, em Porto Alegre. De segunda até esta quarta-feira, 153 famílias moradoras da Ilha Grande dos Marinheiros negociaram com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), com mediação da 26ª Vara Federal de Porto Alegre. Foram redesignadas para ocorrer em nova data outras 14 ações e registrada uma ausência.

As próximas audiências de conciliação estão marcadas para a próxima semana, entre 6 e 7 de novembro. A 26ª Vara Federal da capital já agendou mais 75 ações de desapropriação para entrar nas rodadas de negociações. Já o Dnit promete ajuizar mais 104 processos nas próximas semanas. De acordo com o juiz federal Hermes Siedler da Conceição Júnior, o objetivo é fazer com que todas as demandas sejam levadas à conciliação até o fim do ano.

As desapropriações fazem parte da reta final da obra, concluída em cerca de 70%. O reassentamento das famílias é considerado o “calcanhar de aquiles” para que se defina se as obras podem ou não avançar de forma mais célere ainda em 2018. No estágio atual do empreendimento, o Dnit reitera que a obra só fica pronta no segundo semestre de 2019.

Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895