Doria garante que informações sobre CoronoVac foram encaminhadas à Anvisa no fim de semana

Doria garante que informações sobre CoronoVac foram encaminhadas à Anvisa no fim de semana

Para o governador de SP, "chama a atenção" o fato de que as informações fornecidas pela Fiocruz estavam completas e o relatório de 12 mil páginas do Butantan não

AE

Doria manteve previsão de vacinação em São Paulo em 25 de janeiro

publicidade

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira em entrevista à CNN Rádio que foram repassadas durante o fim de semana todas as informações complementares requeridas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ao Instituto Butantan para liberação do uso da vacina CoronaVac. Segundo o governador, "chama a atenção" o fato que as informações fornecidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), entidade ligada ao Ministério da Saúde e ao governo federal, estavam completas e o relatório de 12 mil páginas do Butantan não.

"Ao meu ver, não é o momento de a ciência burocratizar e fazer excessos de exigências de uma vacina que já se mostrou eficiente e eficazes. Nem para a vacina do Butantan, nem para a de Oxford ou nenhuma outra", completou o governador.O governador tucano sustentou que o início da vacinação no Estado de São Paulo está mantido para o dia 25 de janeiro. De acordo com o tucano, o prazo de 10 dias para análise pela Anvisa já está em curso.

Veja Também

A Indonésia aprovou na manhã desta segunda-feira  o uso emergencial da CoronaVac. O órgão regulador indonésio relatou taxa de eficácia de 65,3% após testes próprios, inferior à eficácia de 78% informada pela instituição brasileira ligada ao governo paulista na semana passada. A imunização está marcada para começar já nesta semana. O presidente Joko Widodo deve ser o primeiro cidadão a receber a dose da CoronaVac no país. "Por que o presidente é o primeiro? Não para se colocar na frente, mas para que todos acreditem que a vacina é segura e lícita", escreveu Widodo em seu Twitter na última quinta-feira. 

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895