Empresas garantem manutenção de cobradores e rodoviários aprovam dissídio em Porto Alegre
capa

Empresas garantem manutenção de cobradores e rodoviários aprovam dissídio em Porto Alegre

Acordo coletivo terá aumento de 4,30%, mas sem mudança no vale-alimentação

Por
Correio do Povo

publicidade

O Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Rodoviário de Porto Alegre (Stetpoa) e o Sindicato das Empresas de Ônibus de Porto Alegre (Seopa) entraram em um acordo e o dissídio da categoria está definido. A manutenção da função de cobrador, que era uma das principais demandas da categoria, também foi garantida pela patronal.

A data-base dos rodoviários era 1º de fevereiro, mas com esse acordo os trabalhadores não devem realizar ajuizamento da convenção coletiva, pois o Stetpoa havia garantido uma prorrogação de 30 dias para o desfecho da questão.

O reajuste dos salários será de 4,30%, referente ao INPC. Não haverá aumento do vale-alimentação. Em relação ao plano de saúde, as empresas se comprometeram a manter o valor do subsídio de 2019, cabendo ao Stetpoa definir, com a operadora escolhida, o valor da coparticipação. Duas propostas foram apresentadas ao Stetpoa: a do Centro Clínico Gaúcho foi a escolhida.