Equipes do IGP avaliam estruturas que restaram do prédio da SSP em Porto Alegre

Equipes do IGP avaliam estruturas que restaram do prédio da SSP em Porto Alegre

Divisão de Engenharia do Departamento de Criminalística do IGP avalia estruturas restantes e locais colpasados

Correio do Povo

Duas equipes estiveram no local do sinistro

publicidade

Duas equipes da Divisão de Engenharia do Departamento de Criminalística do Instituto-Geral de Perícias (IGP) estiveram novamente na manhã desta sexta-feira nos escombros do prédio da Secretaria da Segurança Pública, em Porto Alegre. A sede da SSP foi atingida por um incêndio e desabamento na semana passada, o que deixou ainda dois bombeiros militares mortos.

Entre outras ações, os peritos criminais do IGP avaliaram as estruturas do que restou do edifício e os locais colapsados, onde as lajes foram rompidas. Um dos trabalhos ficou concentrado próximo às escadas de incêndio, que não foram atingidas.

Não existe prazo para a conclusão da perícia. A demolição das estruturas será feita somente com o encerramento do trabalho do IGP no local.

Veja Também

Investigação

Concluídos, os laudos periciais do IGP serão encaminhados então à Polícia Civil. À reportagem do Correio do Povo, o titular da 17ª DP, delegado Daniel Ordahi, calculou que o inquérito sobre o incêndio da SSP já tem cerca de 15 depoimentos de testemunhas. “O quarto andar onde começou não existe mais. Os depoimentos são todos convergentes de onde começou o fogo: no forro, no sistema elétrico…”, observou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895