Estudantes iniciam mobilização em Porto Alegre para novo protesto contra cortes na Educação

Estudantes iniciam mobilização em Porto Alegre para novo protesto contra cortes na Educação

Alunos de alguns cursos estão concentrados desde as 6h desta quinta-feira

Christian Bueller

Estudantes iniciaram mobilização na Ufrgs e alguns cursos sequer tiveram aulas nesta quinta

publicidade

Estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) iniciaram no começo da tarde desta quinta-feira uma mobilização para o protesto contra os cortes da Educação, principalmente em instituições de Ensino Superior. A preparação é para o período da tarde, quando às 18h, um grupo maior irá até a Esquina Democrática, no Centro de Porto Alegre, para protestar.  Ao meio-dia, panfletos foram distribuídos no Restaurante Universitário (RU), na avenida João Pessoa, convidando para a manifestação.

Na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, cerca de 20 alunos estão acampados. Lonas foram esticadas para cobri-los da chuva. Outros colegas devem chegar mais tarde para se reunir em frente à Faculdade de Educação em uma frente unificada. 

Já no Instituto de Artes da Ufrgs, a concentração começou cedo, às 6h desta quinta-feira. Cartazes e camisetas foram confeccionados para o protesto. Apesar da seriedade da manifestação, há clima para descontração. Este e outros cursos não tiveram aulas hoje e o cadeado em frente ao prédio dá o tom da mobilização. “A paralisação geral não foi um consenso, por isso apenas alguns cursos não recebeu aluno hoje”, contou o estudante Leonardo Silvestrin.

A intenção deste novo protesto, não só aqui na Capital, como em âmbito nacional, era fazer algo maior das manifestações do dia 15. A tendência, no entanto, é que o protesto de hoje não deve ser tão grande. Anteriormente, as passeatas foram acompanhadas de paralisações organizadas por sindicatos de professores. 

As manifestações foram convocadas pela União Nacional dos Estudantes (UNE) ainda durante os atos do dia 15. A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a Associação Nacional dos Pós-Graduandos também participam da organização. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895