Frota de ônibus da Capital não deve aumentar até lançamento de edital
capa

Frota de ônibus da Capital não deve aumentar até lançamento de edital

Prefeitura deve apresentar documento até segunda-feira

Por
Rádio Guaíba

Prefeitura deve apresentar documento até segunda-feira

publicidade

Segundo o Gerente Executivo da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Luiz Mario Magalhães Sá, em entrevista a Rádio Guaíba na tarde desta quarta-feira, existe em 2014 um novo elemento a ser considerado para a não circulação dos ônibus. “Segundo informações da prefeitura, no dia 31, segunda-feira, será lançado um edital de licitação para a operação de transporte em Porto Alegre. E esse edital trará uma séria de exigências”, explica Magalhães.

Sobre o aumento de R$ 0,15 no valor da passagem, indicado pela prefeitura, o diretor disse ser satisfatório, mas lamentou que o reajuste chegue com atraso de dois meses. “As empresas de ônibus estão pagando os novos salários de motoristas e cobradores, desde 1ª de fevereiro”, justifica o executivo. O custo com a mão de obra é o principal fator de reposição da tarifa de ônibus em Porto Alegre.

Magalhães também comentou que a cada ano aumenta o número de isentos e isso eleva o valor da tarifa, que é divida entre todos os que pagam a passagem. A longevidade e o número de estudantes, que pagam 50% do valor total, contribuem para o aumento da tarifa. Na avaliação dele a Prefeitura deveria subsidiar, e não dividir com todos, o valor que cabe a essas isenções.

Bookmark and Share