Funcionários da Procempa entram em greve por tempo indeterminado
capa

Funcionários da Procempa entram em greve por tempo indeterminado

Piquete dos servidores municipais foi realizado na frente da entrada da empresa

Por
Cláudio Isaías

Protesto contou com a presença de analistas de sistemas, desenvolvedores e técnicos da área de comunicação

publicidade

Os funcionários da Companhia de Processamento de Dados de Porto Alegre (Procempa) entraram nesta terça em greve por tempo indeterminado. O piquete dos servidores municipais foi realizado na frente da entrada da empresa na rua João Neves da Fontoura, ao lado da EPTC, no bairro Azenha. O protesto contou com a presença de analistas de sistemas, desenvolvedores e técnicos da área de comunicação. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Sindppd/RS), Carlos Osório, disse que as perdas categoria formada por mais de 280 profissionais é de aproximadamente 13% no acumulado dos últimos três anos. Segundo ele, a direção da empresa quer retirar direitos dos trabalhadores como a redução do anuênio e realizar cortes nos auxílios alimentação e refeição, plano de saúde e acabar com a licença-prêmio. Conforme Osório, a prefeitura de Porto Alegre não quer repor nem as perdas com a inflação (IPCA em 4,66%) nos vencimentos dos funcionários.

A categoria está em campanha salarial desde Maio (data-base 1º de Maio), e segundo Osório, não aceita a proposta da direção da empresa e da prefeitura de reajuste zero para salários e benefícios e a retirada de direitos que constam no Acordo Coletivo de Trabalho. A pauta de reivindicações foi entregue pelo Sindppd/RS à empresa no final de Março, na qual reivindicava basicamente a reposição das perdas com a inflação (IPCA) e a manutenção do Acordo Coletivo. "A Procempa respondeu apenas em agosto a nossa pauta salarial, quando confirmou o reajuste zero e ainda propôs retirar direitos", lamentou.

A direção da empresa informou que está acompanhando a greve e que um balanço sobre a paralisação da categoria será divulgado. Antes de começar a paralisação, os funcionários da companhia organizaram diversas mobilizações no mês de agosto com a intenção de negociar com a companhia. Na quinta-feira passada, dia 5, uma mediação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª Região foi realizada, mas encerrou sem avanços.

A Procempa é a empresa de Tecnologia da Informação (TI) da prefeitura de Porto Alegre. A empresa é responsável pela manutenção e desenvolvimento dos sites das secretarias e órgãos públicos municipais e de sistemas importantes como a rede dos postos e unidades de saúde, pela arrecadação municipal da Secretaria da Fazenda, pelo processamento da folha de pagamento, pela emissão da fatura da conta de água do DMAE, e pelo sistema das câmeras de monitoramento e de vigilância da cidade do Centro Integrado de Comando da Cidade (Ceic). Além disso, é responsável pela instalação e manutenção de mais de 1 mil km de infovia que cobre a Capital.