Furtos de energia elétrica por donos de academia resulta em cinco prisões

Furtos de energia elétrica por donos de academia resulta em cinco prisões

Valor estimado a ser recuperado é de R$ 615 mil

Correio do Povo

CEEE tem intensificado fiscalizações em unidades de sua área

publicidade

Furtos de energia elétrica por donos de academia tem sido um crime recorrente em Porto Alegre. No último mês, a Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP) da Polícia Civil, prendeu cinco responsáveis por estabelecimentos após a constatação de desvio de energia. A ação vem sendo feita em parceria com a Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE). A empresa vem intensificando as fiscalizações junto às unidades consumidoras que integram a sua área.

Neste ano, já foram realizadas 24 mil inspeções, sendo que metade havia algum tipo de irregularidade. Segundo a CEEE, considerando as últimas 15 ações, o valor a ser recuperado é de R$ 615 mil. A última detenção ocorreu nesta quinta-feira, em uma academia na zona Norte da Capital, após verificação de que a energia utilizada no local estava sendo desviada diretamente da rede da concessionária. Conforme os cálculos, o valor devido à CEEE será de R$ 55 mil.

Segundo delegado da DRCP, Alexandre Fleck, as ações ao combate ao desvio de energia continuarão e afirma que a prática traz prejuízos aos clientes regulares e também à economia. Neste ano, a DRCP já fez 27 prisões por furto qualificado de energia elétrica. O trabalho das equipes de fiscalização já possibilitaram a recuperação de R$ 22 milhões aos cofres da CEEE neste ano.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895