Grupo Hospitalar Conceição reforça equipe multidisciplinar em Porto Alegre

Grupo Hospitalar Conceição reforça equipe multidisciplinar em Porto Alegre

Profissionais integram um grupo de 585 funcionários contratados desde o início da pandemia

Felipe Samuel

A fisioterapeuta Gabriela Machado Costa fez residência de 2011 a 2012 no GHC

publicidade

Para reforçar o combate ao novo coronavírus, o Grupo Hospitalar Conceição (GHC) conta desde início da semana com o reforço de 74 profissionais da área da saúde. 

Médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, entre outros, já iniciaram os trabalhos e vão atuar também na linha de frente na luta contra a Covid-19. Eles integram um grupo de 585 funcionários contratados desde o início da pandemia.

Aprovado no concurso em abril do ano passado, Rafael Coradin, 33, especialista em clínica médica e reumatologia, vai trabalhar no setor de emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição. O primeiro dia de plantão está marcado para sábado, quando vai se deparar com a realidade enfrentada por outros colegas no dia a dia da Covid-19. 

Mesmo com experiência de ter trabalhado em emergências de outros hospitais, será a primeira oportunidade para atender pacientes diagnosticados com a doença.  

Na apresentação, funcionários do hospital relataram como é a rotina na linha de frente de combate à Covid-19. Coradin afirma que nunca trabalhou diretamente com pacientes que contraíram a doença, mas elogia a organização e o preparo da equipe multidisciplinar. "Todos contam com equipamentos de proteção", frisa. 

Ele explica que a preparação para o novo desafio inclui conversas com colegas de outros hospitais e leitura de artigos atualizados sobre a doença.

O retorno

Para a fisioterapeuta Gabriela Machado Costa, 33, a vaga definitiva no GHC representa uma volta à casa onde fez residência de 2011 a 2012. Após sete anos fora do hospital, ela retornou em abril na condição de contratada em definitivo. "Estou feliz de retornar e reencontrar o pessoal que ajudou na minha formação. Vamos superar essa fase difícil do enfrentamento da Covid-19", afirma. 

Mesmo sem atuar na linha de frente do vírus, ela relata as dificuldades enfrentadas pelos colegas. "A cada dia é uma situação nova, com a quantidade de pacientes aumentando. Isso gera tensão", completa.

Contratação em tempo recorde 

Diretor-presidente do GHC, Cláudio Oliveira afirma que o reforço da equipe multidisciplinar foi possível em função da agilidade da instituição para solicitar contratação junto ao Ministério da Economia. 

O GHC entrou com pedido de contratação junto ao governo federal, que autorizou a contratação em tempo recorde: 10 dias. "Eles (funcionários) não são necessariamente para áreas da Covid-19 mas também para o Fêmina, Cristo Redentor, Conceição, UPAs", esclarece.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895