Grupo tenta evitar obras no Cais Mauá com ação no STF

Grupo tenta evitar obras no Cais Mauá com ação no STF

Movimento questiona falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental

Correio do Povo

Movimento questiona falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental

publicidade

O movimento Cais Mauá de Todos ingressará no Supremo Tribunal Federal (STF), na semana que vem, com um mandado de segurança para evitar a continuidade da concessão da região à iniciativa privada. Em encontro realizado nesta quinta-feira, um grupo formado por arquitetos, urbanistas e sociólogos apresentou um conjunto de falhas técnicas e estruturais do Estudo de Impacto Ambiental e do Relatório de Impacto Ambiental do Consórcio Cais Mauá.

Nesta sexta, está prevista uma audiência pública sobre o projeto, quando alguns dos apontamentos serão questionados aos integrantes do consórcio. “Mais uma vez será feito um debate com o projeto fechado”, criticou Milton Cruz, sociólogo.

Ele destacou que há falta de informações no estudo e poucas ações efetivas. Citou o impacto que o empreendimento irá gerar no trânsito na região. “Ao invés de propor soluções, repassa ao poder público a responsabilidade por fazer as melhorias”, alertou.  De acordo com o arquiteto Cristiano Kunze, algumas intervenções propostas poderiam ser feitas pelo próprio poder público. “Não há uma discussão em como o projeto do Cais será inserido no projeto de revitalização do Centro e como a população terá acesso a ele”, apontou.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895