capa

Incêndio deixa 23 feridos no Presídio Feminino Madre Pelletier

Chamas começaram por volta das 11h, quando uma apenada ateou fogo em colchões de uma cela

Por
Correio do Povo

Durante a ocorrência, a Susepe solicitou apoio Núcleo de Segurança e Disciplina (NSD) para transferir o grupo para o hospital

publicidade

Um incêndio no Presídio Estadual Feminino Madre Pelletier, na zona Sul de Porto Alegre, deixou 23 pessoas feridas no fim da manhã deste domingo. Segundo a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), as chamas começaram por volta das 11h, quando uma apenada ateou fogo em colchões de uma cela onde se encontrava com outra detenta. As presas que sofreram queimaduras foram conduzidas para o Hospital de Pronto Socorro.

Duas vítimas estão com ferimentos mais graves: sem as identidades reveladas, uma delas teve 30% do corpo atingido pelas chamas e a outra tem queimaduras em cerca de 60% da área corporal. As demais 19 apresentam sinais de intoxicação por inalação de fumaça. Durante a ocorrência, a Susepe solicitou apoio Núcleo de Segurança e Disciplina (NSD) para transferir o grupo para o hospital. Mais duas agentes se feriram no incidente e passam bem, segundo a Susepe. 

O Corpo de Bombeiros não precisou ser chamado porque agentes penitenciários que trabalhavam no local fizeram o controle do incêndio. Em virtude do ocorrido, foi cancelada a visitação diária.