Mais da metade das internações nas UTIs de Porto Alegre estão relacionadas à Covid-19

Mais da metade das internações nas UTIs de Porto Alegre estão relacionadas à Covid-19

Rede hospital da Capital registrou lotação de 86,67% nesta segunda-feira

Jessica Hübler

Rede hospital da Capital registrou lotação de 86,67% nesta segunda-feira

publicidade

A taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em Porto Alegre, na tarde desta segunda-feira, era de 86,67%. Dos 793 pacientes que estavam internados em UTIs da Capital, 397 tinham diagnóstico positivo da Covid-19 e outros 10 eram considerados suspeitos. Ou seja, as internações relacionadas com a Covid-19 representavam 51,32% do total. Além disso, pelo menos 32 pacientes estavam nas emergências hospitalares aguardando por vagas nas UTIs: 13 deles com novo coronavírus e 19 com outras complicações. 

Os hospitais da Capital ainda estavam prestando assistência com ventilação mecânica fora das UTIs a pelo menos 17 pacientes. Dos 18 hospitais monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), oito operavam com lotação das UTIs igual ou superior a 90%, sendo que quatro deles estavam com as UTIs totalmente lotadas: Ernesto Dornelles, Cristo Redentor, Pronto-Socorro e Restinga.

Veja Também

No Rio Grande do Sul, a taxa de ocupação das UTIs era de 86,5% na tarde de hoje. Dos 3.449 leitos disponíveis, 2.984 estavam ocupados. Com relação ao número de internações de pacientes com diagnóstico positivo da Covid-19 ou suspeita, nas UTIs de todo o território gaúcho: 1.874 pacientes tinham diagnóstico positivo da doença e outros 114 apresentavam suspeita, ou seja, aguardavam resultado dos exames. O total de internações de pacientes com o novo coronavírus ou com suspeita estava em 2.004, o que representava 66,62% do total.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895