Maternidade do Hospital de Clínicas fecha para reforma

Maternidade do Hospital de Clínicas fecha para reforma

Previsão de normalização no setor é 12 de agosto

Jéssica Mello / Correio do Povo

publicidade

A Maternidade do Hospital de Clínicas de Porto Alegre estrá fechada a partir esta segunda-feira para a realização de uma reforma. A previsão é de que as obras sejam concluídas até o dia 12 de agosto. Nesse período, será feita a limpeza dos dutos de ar condicionado do Centro Obstétrico e da Unidade de Internação Neonatal, além da reforma.

Os poucos pacientes que estão no local seguem com atendimento e serão realocados dentro da própria unidade para que não sejam afetados pela operação. Os leitos de UTI Neonatal ficarão indisponíveis para a Central Reguladora e a Emergência Obstétrica permanecerá fechada, com atendimento apenas em situações de emergência. O Clínicas faz, em média, 30 consultas emergenciais ao dia e dez partos.

Dessa maneira, outros hospitais acreditam que o serviço de maternidade terá uma demanda maior no próximo mês. No Hospital Fêmina, do Grupo Hospitalar Conceição, por exemplo, são realizados diariamente cerca de 15 partos. A maternidade opera no limite geralmente e mesmo que não tenha sentido os reflexos no primeiro dia, há a expectativa de que tenha um aumento expressivo. No Hospital Materno Infantil Presidente Vargas, a segunda-feira também foi de movimento normal, mas há a mesma previsão. Entre sábado e a manhã desta segunda-feira, foram feitos 45 atendimentos de urgência e 19 partos, sendo que dois pacientes ficaram na UTI Neonatal.

Bookmark and Share

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895