Moradores do morro do São Carlos protestam após morte de menina Raquel

Moradores do morro do São Carlos protestam após morte de menina Raquel

Criança, que morava na comunidade, não resistiu aos ferimentos após quase dois dias internada em estado grave

R7

Moradores protestaram nas ruas da comunidade São Carlos, onde a menina morava

publicidade

Moradores do morro do São Carlos, no centro do Rio, onde a menina Raquel Antunes da Silva morava, protestaram nas ruas da comunidade após a confirmação da morte da criança, nesta sexta-feira. 

Após quase dois dias internada em estado grave no Hospital Souza Aguiar, a criança de 11 anos não resistiu aos ferimentos devido ao acidente com um carro alegórico no entorno do Sambódromo, na última quarta-feira. Ela chegou a passar por cirurgia e precisou amputar uma perna.

De acordo com informações do Balanço Geral RJ, a mãe da criança, que está grávida, passou mal na porta da unidade hospitalar ao saber da morte da filha e precisou receber atendimento às pressas.

A Polícia investiga de quem é a responsabilidade do acidente. Após a tragédia, o MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) apontou que a organização do Carnaval do Rio violou as regras de segurança recomendadas. A Justiça determinou , na noite de quinta, que as escolas de samba escoltem os carros alegóricos para evitar outros casos como o de Raquel.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895