Movimento Lanceiros Negros organiza caminhada até Piratini

Movimento Lanceiros Negros organiza caminhada até Piratini

Ato irá cobrar resposta imediata para as 70 famílias retiradas de prédio

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Movimento Lanceiros Negros organiza caminhada até Piratini

publicidade

O movimento Lanceiros Negros realizará nesta sexta-feira uma caminhada em direção ao Palácio Piratini. A intenção é cobrar os auxílios e respostas imediatas do governo para as 70 famílias que foram retiradas do prédio que ocupavam desde novembro de 2015. 

A concentração inicia na Ocupação Mulheres Mirabal, na rua Duque de Caxias, em frente à Escola Técnica Estadual Senador Ernesto Dornelles, local onde algumas mulheres e crianças foram acolhidas após a desocupação. 

As 70 famílias da Ocupação Lanceiros Negros foram encaminhadas para o Vida Centro Humanístico - local escolhido pelo governo para abrigar as famílias provisoriamente após a desocupação. Entretanto o local não tinha condições necessárias para acolher o movimento, além de terem apenas 24 horas para ficarem no local.

Ajuris lamenta momentos de violência 

A Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul divulgou uma nota na manhã desta sexta-feira sobre episódio da desocupação do movimento Lanceiros Negros ocorrido na noite dessa quarta-feira. Na nota, a associação lamenta a forma como a reintegração de posse ocorreu e aponta que a determinação judicial tinha sido precedida de diversas tentativas de conciliação e que infelizmente se revelou momentos de violência.

"Se o Poder Judiciário procurou, no que lhe foi possível, mediar a crise, com diversas audiências de conciliação, era de se esperar que o atendimento da ordem, pelas esferas próprias do Poder Executivo, observasse razões humanitárias e respeitasse os que poderiam mediar o impasse", diz a nota.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895