Municípios do RS receberão vacinas da Pfizer para 2ª dose nesta quarta-feira

Municípios do RS receberão vacinas da Pfizer para 2ª dose nesta quarta-feira

Lote de 133 mil doses da Pfizer, recebido nesta segunda-feira, será somado a cerca de 103 mil doses já existente em estoque estadual

Correio do Povo

Lote de 133 mil doses da Pfizer, recebido nesta segunda-feira, será somando a cerca de 103 mil doses já existente em estoque estadual

publicidade

A Secretaria Estadua de Saúde (SES) irá distribuir, nesta quarta-feira, cerca de 236 mil doses da Pfizer, destinadas para aplicação da 2ª dose contra a Covid-19, aos municípios gaúchos. Lote integra cerca de 103 mil doses existentes no estoque estadual e 133 mil doses da farmacêutica recebidas do governo federal no início da tarde desta segunda-feira. 

De acordo com a SES, a orientação é que as vacinas sejam utilizadas para as segundas doses de quem está completando oito semanas desde a primeira aplicação. Apesar da orientação, alguns municípios mantiveram intervalos de 12 ou dez semanas entre as aplicações. 

Veja Também

As doses recebidas nesta segunda-feira foram encaminhadas para a Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi), na capital. Serão divididas nos respectivos lotes para cada uma das 18 coordenadorias regionais (CRS) e para a Secretaria de Saúde de Porto Alegre.

A quantidade final para cada município deve ser divulgada nos próximos dias. Na quarta, as entregas serão realizadas via terrestre, com saídas pela manhã em direção ao interior do Estado.

Além dessas 236 mil doses de Pfizer destinadas à segunda dose de adolescentes de 12 a 17 anos e adultos, houve ainda a solicitação de doses extras para primeira dose de adultos (acima de 18 anos) por parte de alguns municípios. Por isso, 50 cidades gaúchas receberão 5,4 mil doses de Coronavac para atender esse público.

Mais da metade dos gaúchos já completou o esquema vacinal

Até o momento, o Rio Grande do Sul tem 93% da sua população adulta e 50% dos adolescentes de 12 a 17 anos com ao menos uma dose. Mais da metade da população do Estado já completou o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única).

A campanha também avança nesta etapa na dose de reforço dos idosos e profissionais da saúde, que devem receber mais uma dose seis meses após a segunda, e para os imunodeprimidos (28 dias após a segunda). Até agora, 175 mil deles já estão com essa dose extra de proteção, enquanto o total de doses aplicadas desde janeiro já supera 14,6 milhões.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895