Novo protesto de rodoviários afeta circulação de ônibus em Porto Alegre
capa

Novo protesto de rodoviários afeta circulação de ônibus em Porto Alegre

EPTC informou possível atraso ou falha nas linhas em função da falta de tripulação

Por
Correio do Povo

Rodoviários da Nortran ficaram concentrados na garagem da empresa no começo da manhã

publicidade

Um novo protesto de rodoviários contra o projeto de Lei da prefeitura de Porto Alegre, que quer extinguir de forma gradativa a função de cobrador, é realizado na manhã desta quinta-feira em diversos pontos da cidade. Os primeiros ônibus da Sopal começaram a sair pouco depois das 6h20min. Já no começo da manhã, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informou que os lotações estão autorizados a transportar passageiros em pé porque em algumas linhas haverá registro de atrasos ou falha nas viagens. 

O consórcio Viva Sul irá reforçar o atendimento nas linhas T11 e T12. Após uma negociação entre rodoviários, Nortran e Brigada Militar, a empresa cedeu dois ônibus para que os trabalhadores se desloquem até a Câmara de Vereadores. Dessa forma, não haverá caminhada pela cidade. 

 

 

 

 

Nessa quarta-feira, a votação do PL que versa sobre a extinção gradativa da função de cobrador não foi votado por falta de quórum. Com apenas 18 dos 36 vereadores presentes, a Câmara de Vereadores de Porto Alegre não conseguiu analisar e votar o tema. Após a presidente da Casa, Mônica Leal (PP), encerrar a sessão, os rodoviários celebraram o fato do texto não ter sido objeto de discussão. A iniciativa, no entanto, poderá voltar a ser discutida nesta quinta. 

*Com informações da repórter Jéssica Moraes