Porto Alegre promete proposta de reposição salarial aos municipários até o início de 2022

Porto Alegre promete proposta de reposição salarial aos municipários até o início de 2022

Simpa solicitou, em ofício, antecipação do próximo encontro de negociação, marcado para 7 de dezembro

Rádio Guaíba

Protesto ocorreu na tarde desta quinta-feira

publicidade

A Prefeitura de Porto Alegre informou, nesta terça-feira, que planeja apresentar uma proposta de reposição salarial aos servidores públicos do Município até o início de 2022, conforme anunciou a Secretaria de Administração e Patrimônio. O anúncio ocorre após o protesto que ocorreu mais cedo em frente ao Paço Municipal, onde os manifestantes cobraram a reposição da inflação, que não é paga há cinco anos, somando perda acumulada de quase 30%. A categoria pleiteia, ainda, reposição salarial e do vale-alimentação, além de progressões funcionais – congeladas em 2012.

Representantes do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) previam ser recebidos ainda nesta terça pela comissão da Prefeitura que elabora uma proposta a ser apresentada aos servidores. O governo adiou a reunião alegando que outras agendas impediram a participação de parte dos membros da comissão.

Veja Também

O secretário de Administração, André Barbosa, explica que a Prefeitura reconhece e entende a situação dos servidores, mas lembra que existem, no momento, outros fatores que impedem que as reivindicações sejam atendidas de forma imediata. “Nós temos hoje a impossibilidade legal, da Lei Federal 173, que inviabiliza qualquer tipo de concessão de aumento ou reposição. Também temos uma decisão do Tribunal de Contas do RS, que nos impede. Provavelmente até o início do ano que vem devemos apresentar uma proposta concreta para amenizar esse prejuízo, que já vem de anos”, declarou.

Para o diretor-geral do Simpa, João Ezequiel, considerando o atual cenário de perdas, a categoria espera que a proposta da Prefeitura seja apresentada, por escrito, já no próximo encontro de negociação, marcado para 7 de dezembro. “Minimamente esperamos que o governo aponte a reposição do período e um cronograma de recuperação das perdas”, afirmou o sindicalista.

Em ofício entregue ao Paço Municipal, o Simpa solicitou, ainda, a antecipação do encontro marcado para 7 de dezembro.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895