Prefeito Bruno Covas diz que "é inviável" decretar lockdown na capital paulista

Prefeito Bruno Covas diz que "é inviável" decretar lockdown na capital paulista

Prefeitura paulista estuda antecipar feriados municipais

AE

Prefeito Bruno Covas diz que "é inviável" decretar lockdown na capital paulista

publicidade

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse que anunciará nesta quinta-feira (18) medidas restritivas para a capital paulista a fim de conter o avanço da Covid-19. Segundo o prefeito, em entrevista à GloboNews, a Prefeitura descarta decretar qualquer lockdown no município, uma vez que seria "inviável" a fiscalização. 

Entre as medidas analisadas que Covas adiantou, a prefeitura estuda antecipar os feriados municipais. Segundo Covas, esta medida teve efeito no passado em frear o contágio da doença. 

Veja Também

Conforme o prefeito, nesta semana a prefeitura registrou o primeiro caso de óbito pela covid-19 de paciente, na zona leste, que morreu sem conseguir atendimento em hospital da rede pública. "A gente, infelizmente, vê colapsando o sistema de Saúde", afirmou o prefeito. 

Covas disse que o município de São Paulo tem hoje a mesma quantidade de leitos que no momento mais grave da crise no ano passado. "A continuar o crescimento da curva, só vamos ver aumentar casos de pessoas que morrem sem atendimento", afirmou Covas. 

De acordo com dados desta quarta-feira (17) da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), a Região Metropolitana de São Paulo registra ocupação dos leitos de enfermaria de 84,6% e de UTI de 90,7%. Nos últimos sete dias, houve um aumento de 21% em novas internações em comparação com os sete dias anteriores.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895