Quinta-feira de luto e pesar entre todos os bombeiros militares gaúchos

Quinta-feira de luto e pesar entre todos os bombeiros militares gaúchos

Corpos do 1º tenente Deroci de Almeida da Costa e do 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós foram resgatados nos escombros da SSP, na Capital

Correio do Povo

Homenagem às vítimas ocorreu no local

publicidade

O Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) divulgou nota oficial “com profundo pesar” sobre as mortes do 1º tenente Deroci de Almeida da Costa, 46 anos, e do 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós, 51 anos. Os dois bombeiros militares estavam desaparecidos, após o incêndio e o desabamento do prédio da Secretaria da Segurança Pública (SSP), em Porto Alegre, ocorridos entre a noite de quarta e a madrugada de quinta-feira passada. 

Após sete dias de buscas ininterruptas, os corpos de ambos os bombeiros militares foram localizados sob os escombros na noite desta quarta-feira, em de um intervalo de quatro horas. Cães farejadores deram indicações mais precisas quanto à localização deles em meio ao acumulado de escombros, que chegavam até cerca de seis metros de altura do solo. Emocionadas, as equipes de resgate prestaram homenagens às duas vítimas no próprio local. Homenagens em todos os quartéis do CBMRS estão sendo realizadas nesta quinta-feira.

O 1º tenente Almeida incluiu na Brigada Militar/Corpo de Bombeiros em 14 de dezembro de 1998. Ele atualmente servia no Setor de Logística e Patrimônio do 1º Batalhão de Bombeiros Militar (1º BBM), na Capital. Tinha 22 anos de serviço na corporação, sendo 18 anos no 1º BBM. Casado, o tenente deixa dois filhos. Era natural de Rio Grande.

Foto: Rodrigo Ziebell / Ascom GVG / Divulgação / CP

Já o 2º sargento Munhós ingressou na Brigada Militar/Corpo de Bombeiros em 27 de abril de 1990. Ele atuava na Divisão de Logística e Patrimônio no Quartel Central do CBMRS, tendo 31 anos de serviço na instituição. Por 29 anos esteve no 1º BBM. Casado, 51 anos, ele tinha uma filha. Era natural de Lavras do Sul.

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), que auxiliou nas buscas com dois binômios, dupla entre bombeiro militar e cão de busca, também manifestou-se nas redes sociais. “Nossa solidariedade e imenso pesar aos familiares, amigos e irmãos de farda neste momento difícil. Com as valorosas continências de toda a nossa corporação. A missão continua”, postou.

Por sua vez, a Associação de Bombeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Abergs) publicou nota de luto pela morte do tenente Almeida e do sargento Munhós. “Militares extremamente qualificados e experientes, abdicaram de seus medos, de suas vidas, para cumprir aquilo que juraram, proteger vidas e patrimônios, enfrentando de frente a força do fogo, com a coragem peculiar daqueles que nasceram para com maestria cumprir sua missão na terra”, destacou.

“Lamentamos profundamente o falecimento dos Militares, nos solidarizamos às suas famílias, aos amigos e irmãos da Corporação, e agradecemos imensamente a incansável dedicação dos Bombeiros Militares que participaram das buscas, sabemos que não seria diferente, afinal, nunca deixamos ninguém para trás”, acrescentou a entidade de classe.

“Aos bravos heróis, guerreiros de plantão, nossa singela homenagem. Nossos corações estão devastados, mas certos de que ambos cumpriram com excelência sua missão, e que deixarão saudades”, enfatizou a Abergs.

“Os bombeiros gaúchos deram um grande exemplo de lealdade, força e dedicação nas buscas aos colegas Deroci de Almeida da Costa (primeiro-tenente) e Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós (segundo-sargento). Parabéns e, mais uma vez, obrigado pela missão cumprida”, disse o governador Eduardo Leite no Twitter.

“Nossa solidariedade aos familiares e a toda a corporação. Nosso reconhecimento e gratidão a esses heróis e a todos que trabalharam nas buscas”, afirmou o vice-governador e secretário estadual da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, também no Twitter.

A Associação dos Bombeiros Voluntários do Rio Grande do Sul (Voluntersul) solidarizou-se ao CBMRS. "Ambos partiram de sua última missão nesse plano enquanto combatiam as chamas e se certificavam de que ninguém havia ficado para trás em um cenário onde, para todos nós, importa, primeiro e sempre, salvar vidas. Esperamos sinceramente que seus exemplos e honra e abnegação no auxílio ao próximo, bem como a boa lembrança de todos os momentos de convívio ajudem a aplacar a dor deste momento a todos os seus familiares, amigos e colegas de farda. E que as lágrimas, quando houver, sejam sempre acompanhadas do orgulho da missão cumprida. E, sempre, de nosso carinho. Sintam-se abraçados por todos os bombeiros voluntários do Estado", assinalou.

O Comando Militar do Sul do Exército Brasileiro igualmente pronunciou-se. “O CMS lamenta profundamente a morte do Ten Deroci de Almeida Costa e do Sgt Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós @CBM_RS. Militares que dedicaram a vida no cumprimento da missão de servir ao próximo. Neste momento de tristeza, o CMS se solidariza com as famílias e c/ a Corporação”, declarou.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895