Reconstrução de hospital é prioridade em Tramandaí

Reconstrução de hospital é prioridade em Tramandaí

Instituição sofreu danos por causa do vendaval que atingiu o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira

Gabriel Guedes

Estima-se um custo entre R$ 20 e 30 mil para recuperar as instalações danificadas pela tempestade

publicidade

Logo que o Hospital de Tramandaí sofreu os danos, a primeira preocupação que surgiu foi como reconstruí-lo, uma vez que Tramandaí e Imbé necessitam muito da instituição em virtude da pandemia de Covid-19. Para o diretor administrativo, Luis Genaro Ladereche Fígoli, a situação “preocupa principalmente pela taxa de ocupação, de 95%, em meio a uma pandemia e todos os leitos são importantes”. 

Sem perder tempo, pela manhã, a prefeitura de Imbé já tinha disponibilizado máquinas e homens para auxiliar na limpeza dos escombros. “Nós temos que aguardar o tempo melhorar e a prefeitura de Tramandaí e Imbé se colocaram à disposição do Hospital para ajudar com a mão de obra. Já estamos também organizando uma campanha na cidade e região para empresas e pessoas que quiserem ajudar a reconstruir o telhado do hospital”, resumiu Fígoli. 

Fígoli estima um custo entre R$ 20 e 30 mil para recuperar as instalações danificadas pela tempestade.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895