RS negocia compra de vacinas da Pfizer, anuncia Leite

RS negocia compra de vacinas da Pfizer, anuncia Leite

Em anúncio, governador criticou “mensagens contraditórias” do Planalto para justificar busca

Correio do Povo

Leite revelou conversas com a Pfizer por vacinas contra a Covid-19

publicidade

Horas após a Assembleia Legislativa aprovar o projeto que prevê o remanejo de recursos para a aquisição de vacinas contra a Covid-19, o governador Eduardo Leite informou que o Estado negocia a compres de doses com a Pfizer. O imunizante da empresa americana teve seu registro definitivo aprovado pela Anvisa nesta terça-feira, mas não integra ainda o Plano Nacional de Imunização (PNI, do Ministério da Saúde. 

“Nós estamos buscando negociar a aquisição direta com a Pfizer para o estado do RS. Não é uma tarefa simples, se submete a critérios e condições”, afirmou Leite. “Mas nós não vamos descansasr enquanto não acharmos todas as frentes possíveis para acelerar esse proceso de vacinação da nossa população, e também exigir toda a articulação do Ministério da Saúde para que todo o Brasil seja imunizado o mais rápido possível.”

Ao justificar a medida, Leite criticou o Ministério da Saúde: “A gente confia e trabalha na lógica do PNI, mas não fica apenas assistindo e esperando em função das mensagens contraditórias do Governo Federal apresenta”, argumentou o governador, que acenou parceria com outros estados para a aquisição. 

No mês passado, Eduardo Leite esteve reunido com diretores da União Química, que fabrica no Brasil a vacina Sputinik V, desenvolvida pela Rússia. 

A compra de vacinas por estados e municípios foi autorizada nesta terça pelo Supremo Tribunal Federal. A aquisição é autorizada em caso de descumprimento do Plano Nacional de Vacinação pelo governo federal ou de insuficiência de doses previstas para imunizar a população. 

Pouca vacina e momento crítico

Em pouco mais de um mês do início da campanha de vacinação, o RS recebeu 704,4 mil doses – a maioria da Coronavac –, enviadas em quatro remessas diferentes. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, 425.597 pessoas já tomaram pelo menos a primeira dose da vacina. O Estado tem cerca de 11,4 milhões de habitantes.  

O Rio Grande do Sul vive o momento mais crítico da pandemia, com o sistema de saúde muito próximo do colapso, em razão da superlotação. Desde março do ano passado, o coronavírus está relacionado a pelo menos 11.932 óbitos e infectou mais de 612 mil pessoas no RS. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895