Saúde diz ao STF que vacinas estão prestes a vencer por baixa procura

Saúde diz ao STF que vacinas estão prestes a vencer por baixa procura

Segundo a pasta, o não cumprimento do esquema vacinal completo atrapalha uso das vacinas

R7

Vacinas contra a Covid-19 podem vencer por baixa procura

publicidade

O Ministério da Saúde informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que cerca de 28 milhões de doses de vacina da Covid-19 prestes a vencer estão com o prazo de validade perto do fim devido à baixa adesão da sociedade brasileira à campanha de imunização contra a doença.

Na semana passada, o governo federal foi acionado pelo ministro Ricardo Lewandowski para explicar as razões de o estoque de vacinas estar perto do vencimento. De acordo com levantamento feito pela Secretaria de Controle Externo da Saúde do Tribunal de Contas da União (TCU), 11.724.000 doses vencerão em julho e outras 16.353.610, em agosto.

Segundo o Ministério da Saúde, "existe, ainda, um número expressivo de pessoas que já poderiam ter completado o esquema vacinal ou recebido a primeira dose, mas que ainda não foram aos postos de saúde".

A pasta detalhou que aproximadamente 22 milhões de brasileiros que iniciaram a vacinação contra a Covid-19 estão aptos para a segunda dose. A estimativa para a primeira dose de reforço, indicada para quem tem 12 anos ou mais, é de 62 milhões de pessoas aptas. Além disso, há 27 milhões de brasileiros aptos para a segunda dose de reforço.

O ministério disse ainda que tem investido em campanhas de imunização e informou que uma nova propaganda deve ser veiculada a partir de julho, com previsão de abranger todos os meios de comunicação, mas reforçou que a população não tem se interessado em tomar a vacina. A pasta lembra, ainda, que a imunização é importante para evitar casos graves e óbitos pela doença.

"A ausência de cumprimento do esquema vacinal completo, prejudica não apenas a imunização, mas, também, causa impactos negativos no uso dos quantitativos de vacinas adquiridas pelo Ministério da Saúde. Portanto, é importante que a população se conscientize da importância de cumprir o esquema vacinal e, das doses de reforço", disse o ministério.

Na manifestação ao STF, o ministério ainda cobrou que estados e municípios intensifiquem as ações para que mais pessoas possam se vacinar. "É relevante que estados, o Distrito Federal e municípios mantenham o empenho no sentido de incentivar a população ao cumprimento do esquema vacinal e da necessidade de aplicação de doses de reforço."


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895