Secretaria Municipal do Meio Ambiente faz mutirão de limpeza na Redenção
capa

Secretaria Municipal do Meio Ambiente faz mutirão de limpeza na Redenção

Uma tartaruga foi encontrada morta no espelho d’água

Por
Henrique Massaro

Mutirão da Smams tem sido realizado de três em três meses na Redenção

publicidade

O lixo jogado pela população em espaços como o espelho d’água do Parque Farroupilha, a Redenção, por vezes causa um problema maior do que a sujeira em si. Um mutirão de serviços da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smams) esteve no local na manhã desta sexta-feira para remover resíduos e, antes de começar a limpeza, encontrou uma tartaruga morta. De acordo com o capataz geral da Smams, Jorge Adalberto Morais, os animais acabam no espelho d’água na busca por locais com água e acabam morrendo ao morder um material plástico, por exemplo

Os trabalhadores encontraram a tartaruga morta depois que esvaziaram o espaço, algo que já ocorreu em outras oportunidades. Em uma outra limpeza recente, na fonte, foram encontraram 15 filhotes de tilápia, mas não se sabe sua origem. A sujeira gerada pela população não pode ser vista em grandes quantidades durante os mutirões. Mas isso não quer dizer que ela não seja considerável.

Conforme Morais, funcionários da Smams limpam o espelho d’água e outros locais duas vezes por semana, retirando diversos tipos de resíduos. Durante o mutirão dessa manhã, a maior parte do que foi encontrado é referente a lodo e vegetação de maneira geral. Galhos e folhas se amontoavam pelos cantos do espelho d’água e eram retirados para serem colocados junto às árvores da Redenção como forma de adubo. A sujeira era devido, principalmente, a vendavais e temporais recentes, que fizeram com que o mutirão fosse antecipado.

O trabalho costumava ser feito de seis em seis meses e, agora, ocorre a cada três meses, informou Morais. O esvaziamento do espelho d’água precisou começar a ser feito às 16h do dia anterior e a limpeza se estendeu pela manhã até a metade da tarde. Para encher o espaço de água novamente, são necessários seis dias.