Semáforos de faixa reversível na zona Sul operam a partir de terça

Semáforos de faixa reversível na zona Sul operam a partir de terça

EPTC obteve retorno de usuários que relataram diminuição no trânsito de até 12 minutos no trecho

Jessica Hübler

Semáforos de faixa reversível na zona Sul operam a partir da próxima terça

publicidade

Na próxima terça-feira, a partir das 16h, inicia a operação dos semáforos localizados no trecho onde funcionará uma pista reversível na avenida Wenceslau Escobar, nas proximidades da avenida Coronel Marcos, na zona Sul de Porto Alegre. As obras do trecho 1 e 2 já foram finalizadas e as alterações na infraestrutura e sinalização já estão instaladas na região, com o objetivo de qualificar a mobilidade e a fluidez do trânsito, reduzindo o tempo de deslocamento e os índices de acidentes no local.

No período da manhã, duas faixas vão em direção ao Centro, com o objetivo de dar vazão ao deslocamento da zona Sul em direção ao Centro. Já no período da tarde, a partir das 15h, há uma inversão de sentido: duas faixas passam a operar no sentido contrário. É o primeiro ponto com sinalização eletrônica de faixa reversível da Capital, outros pontos da cidade como as avenidas Oscar Pereira e Lomba do Pinheiro também contam com inversão de fluxo no trânsito, realizada de forma manual pelos agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

De acordo com o diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, a expectativa é de que esta solução seja replicada em outras regiões. "Esperamos poder avançar para outras", declarou. Conforme ele, no caso das avenidas Wenceslau e Coronel Marcos, há uma especificidade: a zona Sul expandiu e as obras viárias não tiveram a mesma velocidade. "Estamos sofrendo impactos fortes no trânsito e, com a faixa reversível, conseguimos duplicar a capacidade nos horários de pico. Já temos o retorno dos usuários da via, eles já dizem que a redução é de 10 a 12 minutos, esperamos que isto facilite a vida do transporte coletivo e dos usuários dos veículos", afirmou.

Enquanto a operação dos semáforos não é liberada, agentes da EPTC permanecem no local para explicar as mudanças aos motoristas. Os serviços de qualificação viária foram viabilizados por doações da ferramenta ConstruaPOA, disponível no aplicativo #EuFaçoPOA. "Esperamos que as pessoas fiquem satisfeitas e vamos buscar outras alternativas também para outras regiões da cidade", destacou.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895