Sem festas e com distanciamento, número de casamentos cai 26%, diz IBGE

Sem festas e com distanciamento, número de casamentos cai 26%, diz IBGE

Instituto em registrado queda na quantidade de matrimônios nos últimos anos, mas pandemia turbinou os dados de 2020

R7

Trancados em casa ou com medo de se infectar, brasileiros adiaram o casamento em 2020

publicidade

Aparentemente não foi a falta de amor. A impossibilidade de fazer festas e o distanciamento forçado por causa da pandemia de Covid-19 ajudam a explicar melhor o porquê da queda brusca de 26,1% no número de casamentos em 2020. Segundo levantamento de registros civis do ano passado, feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado nesta quinta-feira, ocorreram 757.179 registros de casamentos civis em 2020.

Todas as regiões, segundo o IBGE, tiveram queda no número de matrimônios registrados em cartório. No Nordeste, houve o maior percentual, com 27,8% a menos.

Desde 2015, explica o instituto, o número de casamentos apresenta queda, "porém o decréscimo nos registros, em 2020, parece ter estreita relação com o cenário de pandemia pelo novo coronavírus, configurado a partir de março".

Os dados do ano passado deixam claro que bastou a pandemia se firmar no Brasil para caírem os matrimônios. O total de casamentos realizados de abril a junho foi 55,2% menor ao verificado no mesmo período em 2019.

Idade para casar

Nos casamentos civis entre cônjuges de sexos diferentes, a diferença média de idade foi de aproximadamente dois anos. Os homens se uniram, em média, aos 30 anos. As mulheres, aos 28.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895