Senador francês é detido por suspeita de drogar deputada para cometer abuso

Senador francês é detido por suspeita de drogar deputada para cometer abuso

Iincidente ocorreu na madrugada de quarta-feira e a vítima apresentou uma denúncia, diz promotoria de Paris

AFP

publicidade

Um senador francês foi detido nesta quinta-feira, 16, em Paris sob a suspeita de ter drogado uma deputada para poder abusar dela sexualmente, informou à AFP uma fonte próxima do caso, confirmando uma informação da rádio RMC.

Joël Guerriau foi detido por "administrar a uma pessoa, sem seu consentimento, uma substância que busca prejudicar seu discernimento e o controle de seus atos com o objetivo de cometer um estupro ou agressão sexual", confirmou a promotoria da capital francesa.

O incidente ocorreu na madrugada de quarta-feira e a vítima "apresentou uma denúncia", acrescentou.

Guerriau, banqueiro de profissão, foi eleito senador em 2011 e exerce as funções de secretário do Senado e vice-presidente da Comissão de Relações Exteriores, Defesa e Forças Armadas.

O político, de 66 anos, é membro do grupo Les Indépendants (centro-direita) por um departamento do oeste da França.

Duas fontes próximas do caso confirmaram à AFP que a vítima é uma deputada.

A promotoria se recusou a comentar esse ponto, mas detalhou que a vítima se sentiu mal após tomar um drink no domicílio parisiense do senador, com quem não mantém relações íntimas.

O Ministério Público assinalou que as amostras recolhidas revelaram a presença de ecstasy em seu corpo e que, posteriormente, a mulher apresentou uma denúncia.

Segundo o MP, o tipo de investigação aberta não requer a suspensão da imunidade parlamentar do senador.

A rádio RMC afirmou que ocorreram diligências na casa do legislador, onde os investigadores encontraram ecstasy, e também em seu gabinete, fatos que foram confirmados pela promotoria.


Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895