SES estima que 97% dos municípios gaúchos já registraram casos de Covid-19

SES estima que 97% dos municípios gaúchos já registraram casos de Covid-19

Até o momento, somente 14 cidades seguem sem nenhum diagnóstico positivo de coronavírus

Jessica Hübler

São cidades pequenas, com vastas zonas rurais e o número de habitantes varia entre 1,4 mil e 5,3 mil.

publicidade

Cinco meses após a chegada da pandemia ao Estado, a Covid-19 está presente em 97% das cidades gaúchas. Conforme levantamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES), 483 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul já registraram casos da doença, ou seja, somente 14 seguem sem nenhum diagnóstico positivo do novo coronavírus. Este número caiu 69,56% desde 23 de julho, quando eram 46 municípios livres da Covid-19. São cidades pequenas, com vastas zonas rurais e o número de habitantes varia entre 1,4 mil e 5,3 mil. 

O presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, ressaltou que o fato de serem cidades pequenas acaba facilitando o controle por parte dos gestores. “Eles conseguem monitorar a entrada e a saída das pessoas e controlar a sua própria população, justamente por ter menos circulação. São municípios com população menor e espalhada, não há um centro de aglomeração e obviamente o conjunto facilita para evitar a contaminação”, declara.

Conforme Hassen, o perfil das cidades que não têm registros de casos da Covid-19 e aquelas que tiveram um ou dois casos da doença, é parecido. “São os legítimos municípios de interiores, pequenos e com dinâmicas próprias, que não têm grandes centros comerciais e nada turístico para atrair movimentação de pessoas de fora, ou seja, a cidade fica praticamente em isolamento total naturalmente, o que favorece o controle e reduz os riscos de entrada da Covid-19”, frisa. Pelo menos 11 municípios registraram somente um caso e 214 não tiveram nenhum óbito em decorrência da Covid-19.

A cidade de Cerro Branco, no Vale do Rio Pardo, com 4.691 habitantes, está entre as 14 que não apresentou nenhum caso da Covid-19 até o momento. A cidade fica a 213km da Capital e o prefeito Jorge Luiz Hoffmann (PDT) disse que o fato não haver registro nenhum caso da doença é consequência da adesão da população aos cuidados de higiene e principalmente ao isolamento social. Como 75% da cidade é de zona rural, Hoffmann também acrescentou que isso acabou facilitando a redução nas aglomerações, além do empenho dos profissionais de saúde, que têm auxiliado na orientação.

“Não tivemos nenhum caso e não queremos. A gente agradece à população, que está consciente e levou a sério todas as determinações, junto com nós”, destacou. Apesar de o trabalho “ter dado certo”, Hoffmann declarou que não foi fácil. Uma das estratégias foi enviar carros de som para as localidades do interior do município e também com campanhas na rádio local, com o objetivo de levar informações ao maior número dos habitantes da cidade. Além disso, também pediram que todos os familiares que moram fora de Cerro Branco adiassem as visitas. 

“Buscamos conscientizar as pessoas de mais idade sobre os riscos e também os parentes, para que aguardassem passar isso aí para fazer as visitas”, detalhou. Mesmo que o município não tenha nenhum caso, Hoffmann declarou que a campanha não acabou. “Sempre ficamos na bandeira amarela, não temos muitas restrições, mas seguimos informando aos moradores que é preciso tomar todos os cuidados e ficar em casa, quando possível”, enfatizou.


Confira a lista das cidades gaúchas que não têm casos da Covid-19:

Tupanci do Sul - 1.472 habitantes

Coqueiro Baixo - 1.501 habitantes

Pinhal da Serra - 1.941 habitantes

Sete de Setembro - 1.970 habitantes

Pedras Altas - 1.982 habitantes

Ubiretama - 2.015 habitantes

Novo Tiradentes - 2.211 habitantes

Lagoa Bonita do Sul - 2.903 habitantes

Garruchos - 2.924 habitantes

Arroio do Padre - 2.937 habitantes

Estrela Velha - 3.655 habitantes

Cerro Branco - 4.691 habitantes

Aceguá - 4.901 habitantes

Nova Esperança do Sul - 5.352 habitantes


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895