Vigilantes rejeitam proposta de reajuste e greve é mantida
capa

Vigilantes rejeitam proposta de reajuste e greve é mantida

Audiência pública será realizada no TRT nesta quinta-feira<br />

Por
Correio do Povo

Vigilantes rejeitaram proposta da classe patronal

publicidade

*Com informações do repórter Cristiano Soares, da Rádio Guaíba

Em reunião realizada na tarde desta quarta-feira, os vigilantes recusaram a proposta de reajuste salarial de 7,16%, apresentada pela Patronal aos Sindicato dos Vigilantes do Rio Grande do Sul (SindiVigilante). A categoria exige aumento de 12% no salário. Uma audiência pública será realizada na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) às 14h desta quinta.

• Leia mais sobre a greve dos vigilantes

Desde segunda-feira, o SindiVigilante bloqueia a entrada de diversas agências em Porto Alegre, fazendo com que parte dos estabelecimentos não atenda ao público. Na agência central do Banrisul, junto à Praça da Alfândega, até mesmo o acesso aos caixas eletrônicos foi impedido.

Além disso, o atendimento junto ao Tudo Fácil do centro, na avenida Borges de Medeiros, também foi afetado. A greve atingiu ainda setores como hospitais e empresas privadas. A categoria reivindica 12% de aumento salarial e elevação no valor do vale-alimentação. Anteriormente, a categoria solicitava reajuste de 18%.