Argentina registra segunda morte por coronavírus
capa

Argentina registra segunda morte por coronavírus

Vítima é um professor universitário de 61 anos, morador da província de Chaco

Por
R7 e AFP

Argentina aplicou restrições a voos internacionais

publicidade

A Argentina registrou nesta sexta-feira (13) a segunda morte por coronavírus no país. A vítima é um homem, professor universitário, morador da província de Chaco, informa o jornal Clarín.

Ele estava internado em um hospital na cidade de Resistência, após complicações decorrentes da infecção. O país havia retornado recentemente de uma viagem à Europa.

O país tem ao menos 31 casos confirmados de Covid-19. 

O governo argentino decidiu suspender voos internacionais das áreas mais afetadas pelo novo coronavírus por 30 dias. Também foi declarada emergência sanitária por um ano, mas as aulas não foram suspensas em todo o país, de acordo com um decreto do governo Alberto Fernández divulgado pela imprensa local.

Uma disposição da Migração publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial suspende temporariamente os pedidos de admissão como residentes temporários de estrangeiros que estão fora do país e vêm de China, Coreia do Sul, Irã, Japão, Estados Unidos, Grã Bretanha, União Europeia e os que integram o espaço Schengen. Esta disposição inclui investidores, migrantes, rentistas e pensionistas, atletas, cientistas, artistas, religiosos, acadêmicos e estudantes.