Bolsonaro chega a Bento Gonçalves para comandar 55ª Cúpula do Mercosul
capa

Bolsonaro chega a Bento Gonçalves para comandar 55ª Cúpula do Mercosul

Presidente foi recebido por apoiadores no desembarque em solo gaúcho

Por
Henrique Massaro

Jair Bolsonaro chegou ao hotel que sediará cúpula na companhia do ministro Onyx Lorenzoni

publicidade

A chegada do presidente Jair Bolsonaro e de outros representantes do Mercosul movimentou ainda mais Bento Gonçalves, na serra gaúcha, nesta quinta-feira. No último dia de programação da 55ª Cúpula do Vale dos Vinhedos, a segurança foi ainda mais reforçada devido à presença presidencial. A reunião dos chefes de delegação está marcada para às 11h e, à tarde, Bolsonaro fará pronunciamento à imprensa. Ele anunciará investimentos para a área da saúde no Rio Grande do Sul, na presença do governador Eduardo Leite. 

 

 

O presidente brasileiro chegou ao Hotel & Spa do Vinho, onde ocorrem as reuniões, por volta das 10h. Os jornalistas, que até então precisavam ficar concentrados em uma estrutura montada na Vinícola Miolo, do outro lado da estrada, puderam acompanhar de perto a chegada de Bolsonaro. Ele estava acompanhado dos ministros Paulo Guedes, da Economia, Ernesto Araújo, das Relações Exteriores, e Onyx Lorenzoni, Casa Civil. Nenhum deles, no entanto, deu declarações à imprensa. 

Pouco antes dos representantes brasileiros, o primeiro a chegar para a Cúpula foi o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, que também não deu declarações. Após a chegada de Bolsonaro, Mauricio Macri, presidente argentino já nos últimos dias de governo, e Lucía Topolansky, vice-presidente uruguaia, chegaram ao local. Após a reunião dos chefes de estados do Mercosul e associados, está marcada, às 12h30min, a cerimônia de assinatura de atos. Em seguida, haverá também uma cerimônia de plantio das vinhas. 

O reforço na operação de segurança para o último dia de Cúpula do Vale dos Vinhedos podia ser percebido logo na chegada da imprensa. Devido à vinda do presidente, os jornalistas precisavam passar por um detector de metais e por revista nos equipamentos. A chegada do presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, contou com veículos e dois helicópteros.